Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

O velho cão

A primeira vez que vi o Beija-Flor - e eu o chamo assim porque ele quase sempre está na esquina da rua onde fica a Escola de Samba Beija-Flor, aqui em Nilópolis -, ele cheirou meus pés e minha roupa, sentiu cheiro de cães e me seguiu por seiscentos metros. Quando entrei no Banco ficou deitado à porta à espera. Depois, de volta, atravessou a rua de tráfego intenso junto comigo.

Desde então, às seis horas, quando vou comprar o pão, ele me segue muito comportado. É dócil e brincalhão. Morde-me os tornozelos, as mãos e caminha galhofeiramente entre minhas pernas. Depois ele se vai.

É interessante a noção de tempo que têm os animais. Todos os dias o Beija-Flor retorna entre as quatro e meia da tarde e cinco horas, quando tira uma longa soneca até as oito da noite. Eu já me havia perguntado porque esse animal havia se afeiçoado a mim mas, agora, mais ou menos já sei, desde que li a história do velho cão.

Narrado por um autor desconhecido. Publicado no Lê Ouvê.

Um velho cão com aparência de cansado entrou no meu pátio. Desejo lhes contar sobre ele, sua coleira, que tinha um lar e era bem cuidado. Ele calmamente se aproximou de mim, pulou sobre o meu colo e lhe fiz uns afagos na cabeça.

Então ele me seguiu para dentro de casa, cambaleando até o hall onde encontrou um canto e tirou uma soneca. Uma hora depois acordou, procurou a porta de saída e se foi. No dia seguinte ele retornou, saudou-me no meu pátio, entrou no hall recomeçou a procurar seu cantinho e de novo dormiu por uma hora. Assim continuou por várias semanas.

Curioso, coloquei um bilhete na sua coleira:
- Eu gostaria de encontrar o dono desse maravilhoso e meigo cão para perguntar porque sempre nos finais de tarde ele vem à minha casa para tirar uma soneca.
No dia seguinte ele retornou, com um bilhete diferente do meu pendurado na coleira. Dizia:
- Ele mora numa casa com seis crianças, duas delas com menos de 3 anos de idade. Ele está tentando obter um tempo para dormir. Eu posso ir junto com ele amanhã?

1 comments:

21 de abril de 2009 00:55 luzdeluma disse...

hahahaha adorei!! Que cão esperto!! Quem não gosta de tirar uma soneca com sossego? Bom feriado! Beijus

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário