Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Você é um cabra da peste?


Eu, como nordestino (falsificado) que sou, nunca me preocupei com o significado da expressão "cabra da peste". Sempre ouvi falar mas nunca achei que a pessoa denominada fosse boa ou má. Tudo indica que a associação com "peste" surgiu por causa da má fama da cabra, considerada um animal simpático ao diabo na tradição sertaneja. Vale lembrar que os nordestinos também usam a palavra "peste" para nomear doenças graves. Alguns especialistas defendem outra hipótese. A expressão seria uma variação de "cabra-de-peia", também usada para indicar a valentia do nordestino, que apanhava sem reclamar. "Depois de açoitada com a peia (chicote), a vítima era obrigada a beijar o açoite na mão do seu algoz", diz o etimologista Deonísio da Silva, da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar).
O texto destacado em vermelho foi retirado do endereço MUNDO ESTRANHO.

Há algum tempo escrevi um post chamado A Ciência do Palavrão, que focalizava o que é considerado palavrão no nordeste. Nunca elogie uma senhorita dizendo que ela é uma bela RAPARIGA. Chamá-la de puta lhe trará bem menos aborrecimentos.

Na semana passada um freguês (ele compra queijos na loja), daqueles que não têm pressa, levou um dedo de prosa comigo. E não sei por que motivo contou a seguinte história:

"Certo dia foi admitido na firma um marceneiro novo. Nos primeiros dias ele se mantinha arredio mas aos poucos foi se soltando. Disse-lhe que a turma gostava de uma brincadeira, de uma molecagem, que ele não estranhasse. Ele disse que também gostava de brincar, não tinha problemas.

Numa bela manhã, à guisa de cumprimento, falei: Como vai, 'cabra da peste'?
Senti que ele fechou as feições e nada respondeu. Mais tarde alguém me passou o recado de que o novo funcionário queria falar comigo. Ele estava no segundo pavimento. Subi as escadas e quando o divisei vi que estava com um braço às costas.
- Qual é a novidade?, perguntei.
Ele tinha na mão escondida um formão. Brandindo a ferramenta cravou-a na bancada dizendo:
- Você me chamou de cabra da peste, xingou a minha mãe e quem xinga minha mãe, morre!
Aproveitei que o formão ficou preso na bancada e desci apressadamente as escadas contando aos colegas o que havia acontecido".

Nesse momento eu interrompi:
- Cabra da peste não tem nenhuma relação com a mãe ou xingar a mãe. Esse cara era maluco.

O relato continua:
"No dia seguinte chegou a polícia na oficina procurando pelo novo empregado.
- Está lá em cima, falou o encarregado.
Mas lá de cima ele avistou os policiais. Juntou suas ferramentas rápido e nem as roupas levou. Escapou pelos fundos, por outra rua, vestido com o macacão de trabalho. Nunca mais se ouviu falar dele. Segundo os policiais, matou duas ou três pessoas lá na boa terra".

"Tudo está bem quando acaba bem", é uma peça de Shakespeare. Felizmente hoje tenho um bom freguês, também bom de papo, que me conta histórias do tipo, mas que ele passou um sufoco, isso passou. Por achar que estava agradando a um cabra da peste.

5 comments:

27 de julho de 2009 22:04 ABB - Kaio Borges disse...

Então vou te contar a verdade sobre a expressão he he he he

A expressão "Cabra da peste" remonta tempos passados. A época da peste que dizimou milhões na Europa. Por esta época, chegava alguns navios em Recife.
Cabra, é uma expressão típica para referi-se a qualquer sertanejo ou não.

"Cabra da Peste" era a designação dada aos marujos e estrangeiros. Era a maneira de isolarem, e evitar contato com aquele que podia transmitir a peste vinda da Europa.

Nada mais do que isto. O que você leu por ai, já é folclore desta origem.

28 de julho de 2009 10:41 Helio Jenné disse...

Salve Lailo,

Poder contar uma história interessante assim só é possível porque o Brasil é um pais continental e multicultural.

Forte abraço!

28 de julho de 2009 17:39 Junior(ferananet) disse...

Eu ja tinha ouvido muita gente dizendo esta expressão mais não sabia o seu significado ao certo, pensava eu que fosse um cara valente, corajoso, bela postagem,abraços!!

25 de agosto de 2009 14:37 Vera disse...

Cabra da peste é o que mais temos aqui na Bahia...e para mim, este termo significa que o 'cabra' é do mau...e a origem do termo tem lógica e deve ser seguido: ficar bem longe deles!

28 de abril de 2010 20:59 Chico Salviano disse...

No Nordeste do Brasil o termo "CABRA", significava no tempo da escravidão, o homem filho de branco com negro. Isso para diferenciar o escravo negro puro, do mestiço.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário