Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Vizinho você não escolhe, amigos sim

Amigo é uma coisa maravilhosa; e é uma dádiva dos céus o fato de você poder escolhê-los. Aliás, não é bem assim, ambos se escolhem, ambos regam e adubam aquela plantinha chamada amizade. Já do amor me contaram diferente; me disseram - o amor é uma flor roxa que nasce no coração do trouxa. Mas não quero discutir isso agora, quero apenas falar de amizade e, en passant, sobre essa instituição chamada vizinho.

Vizinho não se escolhe a menos que se tenha alguma grana para comprar um terreno de 50 X 50 metros e construir uma casa no centro. Além do razoável distanciamento é de supor que esses vizinhos que eu "escolhi" comprando um imóvel caro e em área nobre tenham um bom nível de civilidade. Meu terreno tem 10 X 30 metros. Desconfio que o vizinho dos fundos anda envenenando meus gatos. O da direita pegou uma discussão comigo porque fez uma porcaria de um telhado e quando fiz uma melhoria na casa cismou que a chuva invadia sua casa por minha culpa. Atualmente não falo com ele e, se estiver morrendo, a depender de mim pode encomendar o caixão. O outro vizinho é meio marrento, já tomou certas atitudes comigo que não gostei. Inclusive fez cara feia. Eu o trato à distância. Reza o dito popular, "os incomodados se mudam". Nenhuma chance. Assunto encerrado.

Abri uma tag para o diHITT. Aceitei vários convites para amizade sem sequer olhar os blogs das pessoas. Espero que não sejam vizinhos inconvenientes. Acumulei cerca de 200 amigos sem saber ao certo o que era essa nova rede social, agora estou aprendendo aos poucos. E esse pouco que sei quero repassar a quem sabe menos que eu e está mais perdido que cego em tiroteio. Uma coisa é certa, não se pode ser feliz sozinho, porém com cinco mil amigos (não sei se há alguém nessa faixa) também fica muito difícil. Então eu já vou querer começar a saber se meus 200 amigos estão regando aquela plantinha preciosa chamada amizade. Quero saber se estão saboreando os maravilhosos frutos da minha frondosa mangueira que caem em seu quintal ao mesmo tempo deixando que eu possa colher algumas amoras que pendem para o lado de cá.

Aguardem outros artigos a respeito muito em breve.

7 comments:

5 de outubro de 2008 19:12 Adao Braga disse...

No livro Céu de Allah, tem uma história de três consulentes ao rei.
- Um marido que vivia a 11 anos com uma má esposa;
- Um pai que reclamava do filho mal educado;
- Um cidadão que reclamava do vizinho.

O rei mandou surrar os dois primeiros, e mandou recomensar o terceiro explicando:

- Viveu 11 anos com ela porque quis. A lei, diz que ele pode dispensar uma má esposa depois de 11 meses de casado;
- A educação do filho depende dos pais, então, dificilemente os pais deveriam reclamar da educação que os seus filhos tem;
- E, o terceiro foi recompensado para poder mudar-se para um outro lugar, porque vizinho, ninguém tem o poder de escolher. As vezes você tem um bom vizinho, as vezes um vizinho ruim.

5 de outubro de 2008 21:16 Lerdo em Surtar disse...

Khalil Gibran dizia que a ambição de um russo era ser santo, mas a de um oriental era a de ser um profeta. Essa informação eu li recentemente em um site. Imagino que a melhor palavra para isso seria “pretensão” (em lugar de “ambição”). Há vizinhos que são do tipo “russo”, mas de forma invertida. É que a gente é quem tem que virar santo pra não entornar o caldo. Tem hora que eu fico meio “oriental” – doido pra fazer uma profecia da pior espécie, sei lá, mais ou menos parecida com a que Inri Cristo anda fazendo pra cima do padre Quevedo!

5 de outubro de 2008 22:00 Alexandre disse...

Os melhores vizinhos que tenho são aqueles que não sei seus nomes e muito poucas vezes os vi .
Esses são excelentes .

6 de outubro de 2008 19:23 sonia.regly disse...

Lailo,
Já dei o seu endereço para minha filha limká-lo.Eu ainda não sei linkar e dependo dela,estou lecvando uma surra no wordpress, pois é mais complicado para postar.O enderço no vo é ;www.evelyns-place.com/compartilhandoasletras

7 de outubro de 2008 21:06 Doté Jorge do Kwe Vodun - Rio de Janeiro - RJ - Brasil disse...

Oi meu nobre, tudo bem?
Minha dizia que, na hora da doença, o parente mais próximo é o vizinho. Mas penso que na prática não é bem assim. Acredito que a qualidade do ser humano está cada vez pior. Com o advento da televisão e internet, além do video game, o culto ao individualismo está cada vez maior. As pessoas estão desaprendendo até a andar nas ruas. Fico irritado com pessoas que param no único lugar que se tem para passar, ou aquelas que do nada entram em sua frente te obrigando a uma freada brusca em seus passos para evitar uma trombada.
Minha amizade mais recente deve ter uns 12 anos. Confesso que não estou fechado a novos amigos, mas não faço a mínima questão de conhecê-los. Volto à questão da qualidade do ser humano. Por enquanto vou vivendo com meus amigos virtuais. Posso escolhê-los, estão longe, são inteligente e me respeitam. Para quê vou querer outros?
Um grande abraço!

8 de outubro de 2008 02:05 Tatiana Carlotti disse...

Meu caro, a nossa plantinha eu pretendo regar e botar no sol várias vezes por dia. Já descobri muita gente boa através do seu blog. beijao. Estou completamente sem inspiração nessa semana. Tem semana que atropela a gente...

15 de maio de 2012 23:01 Anônimo disse...

tenho uma vizinha que meu DEUS nao quero conversa nao gosto de ficar enfiada na casa de ninguem mas ela berra no meu portao o dia todo parece q a garganta dela tem um microfone morro de vergonha fala muito alto e agitada ela e louca parece q me conhece a anos ela mal se mudou pra rua onde moro e ja gritou no portao visinhaaaaaaaaaa estou em estado de nervos

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário