Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Indústria do sapato em alta no Iraque

A represália padrão, não só no Iraque, mas em todo o mundo, é partir para a sapatada, sem conotações sexuais, por favor. É o arremesso no rosto do desafeto daquela peça destinada a nos proteger os pés.

E o presidente americano, quem diria, está ajudando os fabricantes de sapatos da região a contornar a crise financeira mundial. O fabricante do sapato arremessado em Bush diz ter recebido mais de 300 mil novos pedidos do modelo. O turco Ramazan Baydan, presidente da empresa Baydan Shoes Company, diz ter sido o criador do modelo, conhecido como Código 271
"Os sapatos podem parecer leves, mas um par pesa cerca de 600 gramas e os vendemos para o Iraque por cerca de US$ 27", diz Baydan.

A democracia introduzida no Iraque pelos americanos pode ser constatada nesse episódio. Seguranças jogaram o jornalista iraquiano ao chão e ali mesmo, na presença do mister president, começaram a agredí-lo. Imaginem o que não deve ter acontecido depois entre quatro paredes! Grandes democratas! Só faltou levarem-no para a prisão de Abu Ghraib.

No entanto houve quem analisasse o acontecimento sob outro ângulo. Antes da democracia enfiada goela abaixo dos iraquianos pelos americanos, certamente esse jornalista seria levado dali direto para a forca.

O juiz Dhia al-Kinani afirmou nesta sexta-feira (dia 19) que foi iniciada uma investigação sobre a agressão a Muntadhar al-Zeidi. O magistrado afirmou que Al-Zeidi possuía hematomas ao redor dos olhos e em outras partes do corpo.

Em nosso país há pessoas que têm admiração por Guevara, Fidel Castro, Hugo Chavez e até por Bush, é um direito deles. Eu prefiro exercer meu direito de mandar um sapato nessas figuras.

3 comments:

19 de dezembro de 2008 18:40 Lerdo em Surtar disse...

Quando Bush se der conta, já terá deixado o reinado. Voltando a ser um "cowboy" como outro qualquer, terá que lidar com os destemperados que vão lhe atirar uma ferradura - qualquer dia desses.
E se ele fugisse para cá, tentando se esconder nos nossos sertões ou nos pampas, ia ter muita mula mancando.

19 de dezembro de 2008 19:12 looking4good disse...

Pode ser que a zona norte de Portugal onde se insere a indústria de calçado possa beneficiar deste novo nicho de mercado : atirar sapatos à cabeça de ignóbeis. Pode tentar ter melhor pontaria do que o pobre jornalista iraquiano se seguir o link colocado no final deste post http://nothingandall.blogspot.com/2008/12/sem-vergonha-sem-carcter-e-sem.html

19 de dezembro de 2008 21:23 Adao Braga disse...

Os sapatos volta e meia fazem parte da história. Já houve quem batesse na mesa com o sapato. Houve quem enviasse sapatos usados para a rainha... e agora este que atirou em Bush... o sapato é util

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário