Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Não lembro nem o que almocei ontem

Isso é o que dizem aquelas pessoas que são cobradas a respeito de algo dito no curto prazo. Eu pelo menos não esquecerei o bonito prato caseiro que degustei no dia de hoje, tão bonito que fiz questão de fotografar.

Arroz, lentilha, aipim, carré e os seguintes salgados dentro da lentilha: carne seca, bacon, costela e linguiça. Uma códea de pão e 600 ml da cachaça artesanal Rampini, degustada com muita moderação, como pede o Ministério da Saúde, em três pequenas doses, para complementar. Após a refeição me servi de duas cervejas para dar o grau. Grau de quê? De satisfação, de fechamento da euforia, sei lá!

Antigamente, há 25 anos, por aí, eu frequentava o Bar Brasil, perto dos Arcos, no Rio de Janeiro. E comia basicamente o que almocei hoje, sendo que o carré era eufemisticamente chamado de kassler. A bebida era o chope bem tirado. Voltei no tempo.

PS: Devido a ter causado uma certa comoção em alguns leitores, principalmente no burninglove-satoshi, à vista das fotos acima, resolvi fornecer informações adicionais. Então, para quem vier ao Rio, a trabalho ou a passeio, convém examinar os bares situados na Lapa e amplamente divulgados no site Lá Na Lapa. É um guia dos botecos e restaurantes do bairro e também uma lição sobre o Rio Antigo, seus costumes e arquitetura. Alguns bares, como o Luiz e o Brasil, tinham nomes alemães. Durante a guerra houveram por bem ostentar títulos mais patrióticos, caso do Bar Brasil, que se chamava Zeppelin.

Aproveitei também para colocar as tags comida e bebida e revisitar um post antigo, Descobrindo a boa mesa, onde corrigi a localização da narrativa. Onde estava Bar Luiz lê-se agora Bar Brasil.

7 comments:

1 de março de 2009 23:56 adaobraga disse...

Para quem faz a dieta de fotografar o que vai comer, já ficaria satisfeito pelas imagens.

Eu comi, uma porção de feijão verde, com uma porção de arroz. O feijão verde, foi temperado e refogado na manteiga de litro, bem acebolado.

Uma picanha na chapa, com algumas cervejas. Não tomei mais, porque era SKOL.

2 de março de 2009 11:50 Lerdo em Surtar disse...

Às vezes eu penso que leio um post sobre política, mas em código cifrado (será que existe código não-cifrado?).
Vejamos este aqui, que também acho que é sobre política.
.................
.................
ARR-Oz = ARRumando a casa, para a temporada que vem aí, de novos posts com a tag “Represálias” denunciando o presidente-mágico-de-OZ;

LENtilha = LENndo e catalogando cada semente de Nunca-Na-História acrescentada na carTILHA dos aloprados (e, dentro da lentilha não adocicando, dando nome aos bois e aos porcos);

AIPIM = Apontando Inconsistências Petistas Imbecilizadoras da Maioria;

CARRÉ = CARREgando a barrinha do aplicativo do Seu Lalo, para não esquecer o admirável velho estilo.
..................
..................

Tudo muito bem ajustado para denunciar o consumidor-mor de cachaça (lá de Brasília) - e por que não fazer disso um prazer, já que a moderação também é algo que o Metamorfóseo presidente não conhece?

...................
E, finalmente, as cervejas.
Pois ninguém é de ferro. As loirinhas dos cartazes – e de todas as propagandas de cerveja - ainda mostram que há um grau de prazer maior do que pensar nos danos que esses políticos vêm causando. Afinal, não vamos dar uma de lerdo e ficar vendo política em tudo!

2 de março de 2009 23:37 b disse...

Maldade, ler e ver essas imagens e ir comer sopa de ervilha que , nem é de hoje e nem do "Bar do Luiz".

3 de março de 2009 00:59 burninglove-satoshi disse...

Eu aqui acordado, na madrugada, com desejo de comer o "Arroz, lentilha, aipim, carré e os seguintes salgados dentro da lentilha: carne seca, bacon, costela e linguiça. Uma códea de pão e..." do Luiz!

Pura sacanagem... heheeh... ô professor, tenha a decência de ao menos oferecer:

_Tá servido?
_Sim senhor... demorou!

3 de março de 2009 12:23 mara* disse...

Amigo querido, salve, salve! Estive ocupada com mudança do filho para São Paulo. Ele conseguiu bolsa para fazer a pós-graduaçao na Universidade Federal do ABC, e foi uma correria, de imobiliária em imobiliária, para conseguir algum imóvel. Depois veio a mudança. O mês de janeiro foi somente isso, idas e vindas. Em fevereiro iniciaram-se as minhas aulas e fiquei um bom tempo sem o computador, postando apenas nas lans da vida. A Requeri me contou sobre as conversas pelo msn, não suporto o msn. Alguém, em algum dia, ainda irá pendurar um cartaz no meu pescoço: cuidado! mulher antisocial. Como fazem em algumas casas onde exista um cão raivoso.

Um beijão

14 de março de 2009 08:09 blogdocatarino.com disse...

A imagem e a descrição faz água na boca, só achei a quantidade de cachaça alta, acho que não tomaria. Eu adoro lentilhas.

14 de março de 2009 14:25 Luiz Lailo disse...

Na verdade houve um grande engano, e não foi por culpa da marvada. Onde está 600 ml, leia-se 200 ml. Em três tapas fica de bom tamanho.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário