Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Mega-Licitação

Promessa é dívida e conforme os termos da licitação no blog do Ricardo Rayol, interrompi por um momento tarefas urgentes que tinha no dia de hoje para tentar colaborar com o aperfeiçoamento moral, espiritual e político dos petistas do meu país, acreditando que assim fazendo estarei procedendo como democrata que sou e ajudando no aprimoramento das práticas, no mais das vezes sujas, de nossa política. Falei em petistas do meu país, sim, porque os há também em Cuba, na Venezuela, na Bolívia e alhures.
Não pretendo, elaborando um código petista, fazer um paralelo com os 10 mandamentos da Lei de Deus porque tenho certeza de que nenhum barbudinho o aceitaria. Esse decálogo de Moisés é muito cruel.
Conta-se que, na Antiguidade, Deus ofereceu um desses mandamentos aos egípcios.
- E o que reza esse mandamento?, perguntaram-Lhe.
- É o sétimo mandamento: Não roubarás.
- Não queremos, vai arruinar com os nossos negócios.
Deus foi então visitar os hebreus e lhes fez oferta semelhante.
- E que mandamento é esse?
- É o nono: Não cobiçarás a mulher do próximo.
- Não queremos, vai estragar nossos fins de semana.
Deus, finalmente, visitou o povo judeu e tentou vender seu peixe.
- Quanto custa?, Lhe perguntou o judeu.
- É de graça, foi a resposta.
- Então manda Dez Mandamentos pra nós.
Logicamente o judeu não sabia a pedreira que estava aceitando.
Vou tentar dourar a pílula para tentar vender um código de ética aos petistas. Adotando um método didático, vamos enumerar alguns ítens.
1o. NÃO MENTIR. Por não mentir está implícito não omitir a verdade nem usar a surrada manha dos velhacos - "Só falo em presença do meu advogado".
2o. PROÍBE-SE AJUNTAMENTO ACIMA DE TRÊS PETISTAS. Ressalvadas as reuniões nas convenções do partido ou assembléias para deliberação de medidas não prejudiciais à comunidade, qualquer reunião composta de mais de três petistas configurará FORMAÇÃO DE QUADRILHA.
3o. DESEJAR A MULHER DO PRÓXIMO (ou o marido da próxima) é um procedimento desejável mas não obrigatório para a maioria dos mortais, aí incluídos os petistas, desde que prevariquem com seu próprio dinheiro, sem usar cartões corporativos ou alegar a posse de um rebanho de vacas sagradas, de divinas tetas.
4o. NÃO PASSAR A MÃO NA CABEÇA DO COMPANHEIRO ALOPRADO. É preciso acabar com essa balela de que o marginal petista apenas incorreu em falha administrativa ou é um aloprado. Essa alínea do código tem endereço certo - o senhor presidente da república, Luiz Inácio, que é gato mestre nessa prática. Quem acoberta um aloprado não está isento de culpa.
5o. NÃO COOPTAR. A cooptação de aliados ou de parlamentares da oposição mediante remessa de dinheiro seja em malas, na cueca ou descontado na boca do caixa bem como o oferecimento de cargos, tudo em troca de apoio às ações do partido se configura como prática deletéria que deve ser evitada mesmo que se percam as eleições.
6o. FREQUENTAR UM CURSO ELEMENTAR DE ECONOMIA. Essa medida não pretende que ninguém se torne um insider nas grandes jogadas comerciais do mercado internacional ou do consumo doméstico. A maior finalidade é que se aprenda a distinguir o PÚBLICO do PRIVADO, saber que o dinheiro da Viúva é sagrado e que custou o suor dos seus filhinhos, que é o povo brasileiro.
7o. CADA MACACO NO SEU GALHO. Se você é uma raposa não pretenda tomar conta do galinheiro. Embora qualquer petista esteja se lixando para a opinião pública e saiba que frequentemente não existe o juiz para fiscalizar suas ações e ele pode aplicar golpes baixos à vontade, aqui se acena com um código de um melhor comportamento. A ética petista agora vai atingir the status of the art, o nível ideal da perfeição. A dança da pizza no Congresso, nunca mais. Resumo: quando há CPI o petista quer ficar no comando geral para que não se apure nada. E inclusive encomenda todas as pizzas.
8o. A LEI DA COMPENSAÇÃO NÃO DEVE CEGAR O RACIOCÍNIO DO PETISTA. Isto quer dizer que o comportamento do iníquo não deve servir de justificativa nem de desculpa para um desvio de conduta. A mentalidade do povo está embotada, entorpecida, anestesiada. Há um campeonato para se saber quem rouba mais sem que se chegue a uma conclusão. Então tudo é permitido: "Os outros também roubam"...
Ao longo de todos os escândalos que têm acometido os próceres petistas, vezes houve em que eles se viram na obrigação de fazer um mea culpa, termo que na televisão era conhecido jocosamente como "falha nossa". Mas sabe como é, passa a dor de barriga e o doente se esquece do purgante. Mas depois do vendaval que foi o caso dos cartões corporativos veio nova necessidade de dar uma satisfação convincente aos eleitores. Cogitou-se então da criação de um código de ética dentro do PT para correção de rumo. Mas quem acredita que eles estejam preocupados com isso?
Então em boa hora o Rayol abriu esta Mega-Licitação para que os blogueiros ajudem o PT na construção do seu Código de Ética porque, se depender deles, essa porra não sai mesmo. Ademais quero mostrar aos meus amigos petistas e lulistas (não é a mesma coisa) que eu não sou apenas crítico. Sei colaborar quando sou provocado. Se os petistas vão levar a sério minhas propostas, já não é problema meu.

4 comments:

26 de fevereiro de 2008 12:05 Juca Ajamil disse...

Adorei a entrada, Lailo, didática, divertida e interessante. Só não concordo limitar seu código a petistas --daqui ou de além fronteira-- porque os vermelhinhos não criaram as práticas por ti citadas. Aprenderam com outros que hoje são oposição e se dizem ilibados. Talvez tenham aperfeiçoado as técnicas através da exaustiva repetição --se bem que estão bem longe da perfeição, dados os escândalos--, mas não inventaram a roda, e nós sabemos disso. Portanto, penso que deveria estender o código a grande maioria dos políticos de nosso país. É triste, mas é a realidade.

E não sou petista, antes que pense que estou defendendo a corja. Mas também não sou tucano, ou democrata, ou pefelista, porque diferentemente da maioria do povo, lembro muito bem de falcatruas de governos anteriores quando tais partidos estavam no poder.

Abraço,
Juca Ajamil.

26 de fevereiro de 2008 12:49 Luiz Lailo disse...

O bate-boca PT x PSDB não se dá no campo da ideologia, envolve muito mais uma disputa de poder.
O enfoque que eu dei ao PT deve-se ao fato de que eles mesmos se propuseram fazer um código de ética. Então o Rayol sugeriu aos blogueiros darem uma mãozinha pros companheiros.

26 de fevereiro de 2008 14:04 Juca Ajamil disse...

Hmm, peguei o bonde andando. Mas tudo bem, meu comentário não ficou tão fora de contexto assim.

26 de fevereiro de 2008 14:58 Ricardo Rayol disse...

eu não invejo os jurados, o páreo está duríssimo. Obrigado meu amigo pela participação.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário