Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Variações sobre um mesmo tema

Vocês se lembram, eu escrevi sobre a ninfomaníaca de Mato Grosso. O negócio dela era pa-pum. Mas um carinha achou que o atalho mais fácil era uma curva e terminou como seu aluno de inglês e amigo dela e do marido.
Eu estava agora folheando uma revista antiga e um "desmantelado" queria aprender mais sobre sexo e como fazer para transar com uma amiga. Resposta do redator: Amiga é amiga, transar com amiga é muito difícil, pois já virou amizade.
É isso mesmo. Certa vez vi uma garota nem muito linda mas muito apetitosa escolhendo uma revista num jornaleiro. Vi que ela carregava uns livros, um material de um curso que eu também frequentava. Não vou dizer do que se tratava para não dar bandeira. Vá que ela leia esse blog... Usei essa particularidade para fazer uma aproximação. Terrível. Aproximação por demais soft. Virou amizade.
Depois de feita a amizade você não pode aparecer travestido de lobo mau. A chapeuzinho vermelho certamente vai dar risada e, no mínimo, te considerar um grande canalha.
Noutra oportunidade, com outra amiga, a maionese quase desandou. Já amigos, procurávamos um restaurante onde almoçar. Eu queria encontrar um local muito bom onde já tinha almoçado e descíamos a rua estreita. De repente avistei o dito cujo e falei:
- É aqui! Vamos entrar!
- Epa, isso aí é o motel, disse ela num mixto misto de riso e estupefação.
O restaurante ficava bem ao lado. Fiquei passado. Mas digamos que ela desse uma de bobinha e concordasse em entrar. Eu, babaca que sou, iria, constrangido, assumir a situação ou apelaria para o sinto muito, somos amigos?
Certamente seria a segunda opção, não sou um cafajeste.
E vou avisando às minhas amigas, para dirimir possíveis dúvidas: nenhuma chance, vocês são carta fora do baralho.

4 comments:

3 de março de 2008 17:36 Lerdo em Surtar disse...

Acho saudável essa atitude.
O raciocínio é simples...
..."amiga, amiga: virar cardápio é um negócio à parte"!

3 de março de 2008 22:30 Ricardo Rayol disse...

eu tenho a seguinte teoria, não se transa com inimigos.

4 de março de 2008 17:23 vandehugo disse...

Aqui as coisas são um pouco diferentes. É necessário um conhecimento prévio antes de qualquer coisa.
Na linha do Ricardo Rayol, aqui não se fala nem se transa com desconhecidos.

16 de março de 2008 22:58 Belcrivelli disse...

Acredito em sexo consentido e com sentido. Não vejo nada que impeça amigos de terem relações sexuais, pois eu já o fiz e não estragou a amizade. É claro que conversamos bastante, antes e depois, para que tudo ficasse bem estabelecido. E funcionou. Depois, arrumei um namorado e paramos de fazer sexo. Nossa amizade continuou. Casei, me divorciei e ele continuou meu amigo.
Atualmente, ele é meu namorado.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário