Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Enfeitando o boneco e olhando o DVD dos pinóquios

Fiz aqui um post sobre o jogador Valmir que veio para o Vasco "contratado por DVD". Eu vi o DVD, não sei se foi o mesmo visto pelo Vasco, mas fiquei encantado com o jogador, até com a música de fundo. E após muito tempo ele jogou e se revelou um boneco de vidro.

Hoje a equipe sub-17 do Vasco se sagrou campeã da I Copa Brasil, jogando com o Santos. Quando eu soube que a partida estava sendo transmitida pela TV Vitória do Espírito Santo, repetidora da Record, já eram decorridos 35 minutos do tempo final e o time vencia por 2X1. Ainda pude apreciar um lance maravilhoso do Philipe Coutinho quando ele venceu o marcador num drible de velocidade, por pouco não saindo o terceiro gol. O menino Willen também é muito bom, tem estatura e habilidade. Marcou o segundo gol e cruzou uma bola da linha de fundo mas um zagueiro santista evitou o que seria o gol da jóia lapidada do Vasco, que é como se referem ao Philipe.
Pois é, são os garotos do Vasco.

Me reportei rápido aos meus 15 anos, mas o jogo era outro. Numa viagem a Pernambuco namorei uma garota que beirava minha idade, mas devo confessar que ela era bem mais espertinha que eu. Andou me ensinando o caminho das pedras. Dali a menos de uma semana, quando me engracei por outra menina e ela soube, não deixou barato:
- É peia! - disse no seu linguajar nordestino. Você enfeita o boneco para os outros brincar.

A rotina no Vasco tem sido a de enfeitar bonecos. Guilherme, vendido baratíssimo, está fazendo a alegria do Almería, da Espanha, que o recomprou dez vezes mais caro. Li no NetVasco uma entrevista coletiva dada pelo Eurico Miranda onde ele faz referência à venda do Guilherme. Como sempre, não diz coisa com coisa.
Pablo não é do Vasco, que o pegou emprestado ao Olaria para botar uma roupa mais bonitinha, enfeitar a criança. Agora que ele foi à vitrine o Olaria o está vendendo. A oposição raivosa até diz que é venda do Dinamite. Esses negócios eu não entendo.
Espalhou-se também a notícia de que Alex Teixeira estaria sendo vendido. Como dizia o vascaíno Chacrinha, "eu vim para confundir, não para explicar".
Do Philipe Coutinho nem adianta falar, ele já foi vendido... pelo Eurico Miranda.

Então eu fico pensando, esse projeto social do Vasco de dar ensino fundamental ao jovem atleta, dar uma mentalidade de amor ao clube, para no final os pais do garoto acharem que o clube é que deve favor ao menino, de que adianta isso se não houver um basta, como disse o Eurico na entrevista, à situação caótica do futebol brasileiro, vítima de predadores, exploradores, saqueadores, etc... Botar ordem na zona interessa a todos os clubes mas ninguém fala nada.

Já está mais do que na hora de parar de enfeitar o boneco e bater palmas quando ele é convocado para a Seleção como... "estrangeiro".

Em tempo: a um clube de futebol cabe conquistar títulos, o ensino fundamental é prerrogativa do Estado. Mas até essa função social está em perigo no clube. A Escola Vasco da Gama tem o dia 30 do corrente mês marcado para ir a leilão judicial. Se o Roberto Dinamite não salvar o sonho do Eurico ele é mesmo um incompetente.

1 comments:

27 de julho de 2008 16:20 looking4good disse...

Infelizmente os clubes de futebol estão-se tornando cada vez mais sociedades comerciais de compra e venda de jogadores do que clubes para promover o desporto. Os jogadores são vendidos cada vez mais cedo e em cada época os times mudam não dois ou três jogadores mas dez a quinze...

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário