Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Falência orquestrada da educação e da cultura

Mais um trabalho de Haroldo Barboza,
aposentado pela Petrobrás e colaborador do blog


As crises em andamento em relação à Educação que deveriam estar sendo resolvidas nas mesas das escolas, constantemente emperram na Justiça (de forma premeditada), com a nítida impressão de que foram programadas para causar um caos sem precedentes entre os jovens já sem esperanças mesmo quando portadores de seus diplomas.

Milhares de escolas básicas públicas (não exibidas na tv no horário nobre) estão literalmente caindo aos pedaços. Mas estas mazelas não são exclusividades do nível básico. Dentro deste cenário não é de surpreender que nossos jovens se sintam desestimulados e os mais fracos de mente e com família desestruturada se tornem presas fáceis das drogas. O Hino Nacional só é cantado uma vez por ano. Os demais, nem nas capas dos cadernos aparecem. Foram trocados por “cachorras popozudas”.

Pensam que isto é o pior? Pois saibam que entidades de alto gabarito (IME, Agulhas Negras e outras) em passado recente, estão reduzindo a pressão sobre as matérias para que consigam formar turmas com mais de 10 alunos, para encobrir a falência total do sistema educacional. Na escola Equador (RJ) aulas são dadas no ... banheiro!

Não fica difícil imaginar como anda a cultura em nossa pátria. Teatros abandonados, cinemas falidos, bibliotecas sendo devoradas por traças, museus com goteiras, alunos “aprovados” com média 3 (no Rio, é ZERO)! Fora a redução de freqüentadores das igrejas.

E para culminar, mantém latente o estado de pânico, desespero e desestímulo entre os componentes que sustentam a estrutura da disseminação do saber entre os alunos. Os salários, congelados e ridículos, traduzem o menosprezo que os dirigentes possuem pelo povo (mas legislam em causa própria, propondo 15o salário até para manipuladores do painel eletrônico do Senado). Isto culmina nafalta de oportunidade que nos conduz à miséria e à revolta por parte daqueles que percebem que estão sendo varridos para baixo do tapete junto com a lama dos escândalos que pipocam nas altas esferas dos governos e são engavetados cinicamente apesar do clamor (?) público.

Nossa caminhada na trilha da democracia está comprometida pelo padrão de dirigentes corruptos que poluem nosso cenário impunemente com a nossa conivência, realçada pela passividade com que aceitamos as artimanhas montadas de forma que possam perdurar no comando pelo maior tempo possível. Algo que ficou mais fácil com o advento das urnas eletrônicas facilmente fraudadas.

Sugiro que deixemos que as mulheres com sua sensibilidade e respeito pelos valores cuidem desta área que afeta diretamente seus filhos.

Nossa sociedade é um colosso! Já passamos do fundo do poço!
Referendo de sucesso será o que permitir expurgo no Congresso!

Haroldo P. Barboza - Vila Isabel/RJ - Aulas de Matemática.
Autor do livro: Brinque e cresça feliz

5 comments:

5 de julho de 2008 16:43 Lerdo em Surtar disse...

Estabeleceu-se uma aculturação na pior conotação da palavra. É gente deseducando gente.

6 de julho de 2008 15:30 Adao Braga disse...

Esta semana estive em uma casa e lá sobre a mesa tinha uma prova do Enem, e olhei-a. Uma das pergutas versava sobre água, meio ambiente e porcentagem, e assim inquiria:

Apenas 1% da água do planeta pode ser consumida, se deste montante, 75% está contaminada, quantos porcento de água pode ser considerada limpa de poluição?

A pessoa que respondeu a prova do ENEM, marcou a opção: 1%

Ou não sabe ler e interpretar ou não sabe contar!

E, penso, que esta pessoa poderá ser a futura professor(a) de meus filhos ou netos!

9 de julho de 2008 20:13 Anônimo disse...

Ou pensa que "porcento" é unidade de medida apenas usada para contabilizar desvios de verbas públicas por parte de nossos nefastos dirigentes! E esta futura professor(a) certamente tende a votar neles! Haroldo.

10 de julho de 2008 15:05 Anônimo disse...

De acordo! Mulheres no poder já! Desde que não seja uma Zélia Cardoso 'besame mucho' de Mello ou pior, a famigerada Rose Neubauer, com sua política nefasta da não repetência, a tal da progressão continuada enfiada goela abaixo nas escolas paulistas por Covas e mantida por Alckmin. São encontrados alunos no ensino fundamental sem saber ler e escrever, e “progredindo” para o ensino médio. E pior, há educadores que exaltam esta irresponsabilidade justificando que ela é muito boa para a auto-estima do aluno. Meus sais!

beijos

assinado Mara*
(detestei esse seu novo método de comentário, não lembro da URL do meu post, portanto, vou como 'anônima')

10 de julho de 2008 15:41 Luiz Lailo disse...

Mara, eu estou testando as novidades, mas devo adiantar que não gostei de duas coisas: Sumiu o botão de visualizar e não estou vendo como se recebe notificações de todos os comentários. Vou dar uma olhada nos blogs que adotaram esta "novidade".

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário