Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Navegando e aportando a praias nunca dantes

Às vezes, e muita gente costuma fazer o mesmo, gosto de ver como os leitores chegam ao blog, e em busca de quê. Costumo usar o Sitemeter para isso; ele me apresenta as buscas feitas no Google, Yahoo, Cadê, UOL, Sapo.pt e muitos outros.


O certo é que os leitores chegam a mim como resultado de uma pesquisa, eu é que nem sempre consigo ver esse resultado. Foi o caso da pesquisa no Google "problematica das damas". Não achei o link para o meu blog de jeito nenhum.


Em compensação haviam links para "Não eram damas de copas, eram três de paus", explorando aquele caso do Ronaldo com os travestis, em mais de uma página. Uma dessas páginas é o Recanto das Letras, onde se pode publicar um texto gratuitamente. Mas como o duplipensar.net foi onde cheguei primeiro, deixei para comentar por último. É um lugar onde também se podem colocar textos da própria autoria; é vedado apresentar trabalhos de terceiros.


Um dos artigos cujo título me chamou a atenção foi o "Papel higiênico literário". Os anúncios do Google complementam o texto: Sistemas de Higiene; Higimais; Tudo em Papel Descartavel.


"Os puristas e conservadores entortarão o nariz para essa idéia no mínimo original e exótica. Uma empresa lançou há pouco tempo na Espanha um produto que está fazendo o maior sucesso: o papel higiênico literário. Isso mesmo: papéis higiênicos, com papel e tinta especiais, trazendo obras de escritores clássicos: Cervantes, Shakespeare, Unamuno e outros grandes nomes da literatura espanhola e mundial.
...
O preço não é para qualquer bolso. Um rolo de papel higiênico-literário na Espanha custa 3,70 euros, cerca de R$9,80. O comprador-leitor pode escolher a cor e a obra. As letras são grandes, com grande espaço entre elas, para facilitar a leitura. Os donos da empresa vêm sendo convidados para entrevistas em diversos canais de televisão da Espanha, prova que estão agradando".

Então é isso, além da coisa apropriada, há também a higiene mental. Isso me faz lembrar uma foto fake que recebi por e-mail de uma manifestação de rua em Nova Iorque. Um dos manifestantes portava um cartaz onde se lia: "Quem decide as eleições no Brasil, não é quem lê jornal, mas sim quem limpa a bunda com ele...






Pelo menos agora a coisa ficará politicamente correta.

5 comments:

3 de julho de 2008 17:02 Lerdo em Surtar disse...

Fim de mundo...!
Isso propiciará um olho a mais onde "aqueles" empolgados irão alegar um cisco a ser expulso com um sopro. Tomara que cheguem logo livros do Paulo Coelho nesse tipo de prelo - para consumo dos outros empolgados!

3 de julho de 2008 18:35 Mara* disse...

tenho lido você pelo google reader...realmente, está faltando música por aqui! som nas caixas maestro!

4 de julho de 2008 09:31 Leandro Paiva disse...

Eu li e vi na tv sobre essa idéia. Exótica, sim, mas se ao menos na hora em que o brasileiro está no banheiro, se importasse ou fosse estimulado a ler, acho que mal não faria rss. Grande abraço!!

5 de julho de 2008 03:34 Adao Braga disse...

Lá no sanitário do mercado municipal de Nanuque tinha as seguintes frase nas paredes:

- Não adianta limpar com jornal, o C* não vai aprender a ler.

10 de julho de 2008 04:10 New disse...

Adorei esse cartaz... rsrsrs...
Bjs.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário