Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Sobre o futebol engessado

O Haroldo Barboza me diz que enviou o texto abaixo para 25 clubes, 8 federações e 12 jornalistas. Disse mais que um destes jornalistas gostou da idéia mas até agora não viu nenhum movimento no sentido de testar sua proposta. Como a maioria dos dirigentes é do padrão "Caixa dágua", Vicente Matheus, Oinareves Moura, Eurico Miranda, Márcio Braga e outros "devotos", ele crê que continuaremos estagnados por mais uns 20 anos.

A queda de qualidade no futebol cada dia fica mais evidente em função dos esquemas defensivos que 90% dos treinadores adotam. Sacrificam a vontade de ganhar pelo receio de perder (inclusive o cargo). Tal atitude conduz a maioria das partidas para espetáculos que terminam em 0 x 0 ou 1 x 0, com duas ou três jogadas de emoção ao longo de 90 minutos irritantes, cujo ingresso nem sempre é barato.

Para combater a tendência de retranca que se instala na alma de técnicos sem coragem de arriscar jogadas ousadas, não é preciso aumentar o tamanho das balizas, eliminar o impedimento ou amarrar o goleiro. Basta uma medida simples, a ser encabeçada pelos dirigentes de visão com apoio de jornalistas conscientes.
Pode começar no Brasil e contaminar o continente e o mundo. Havelange vai nos apoiar. Uma pressão forte vai balançar a FIFA para aceitar a mudança proposta já para 2010. Podemos fazer uma experiência em 2009 no futebol feminino ou em campeonatos de divisões precoces.
Basta uma nova fórmula de pontuação! Observe a seguir:

ZERO x ZERO : nenhum time marca ponto;
Empate de 1 x 1 : um ponto para cada equipe;
Empate acima de 1 x 1 : dois pontos para cada equipe;
Vitória por 1 x 0 : três pontos para o time vencedor;
Vitória por outro placar: 4 pontos para a equipe vencedora; e um ponto extra se a diferença de gols for superior a quatro.

Eles vão partir para o ataque ou vão ficar lá atrás para perder de pouco?
O Futsal evoluiu pois teve coragem de aperfeiçoar suas regras nos últimos 15 anos.
Haroldo Barboza é torcedor do Fluminense, do Rio.

Essa temática à parte, considero ser uma grande injustiça o que acontece na parte disciplinar das partidas. O jogador Valmir, do Vasco, para exemplificar, está afastado dos campos desde o dia 25 de maio devido a uma entrada violenta de um adversário, o qual nem me lembro se foi advertido com o cartão amarelo. Então eu penso que, após a agressão, o agressor deveria ser afastado da partida em questão pelo menos enquanto sua vítima ou um substituto não recompusesse a equipe. E não seria má idéia deixar o botinudo fora de ação enquanto sua vítima não pudesse jogar.
Afinal, Valmir está afastado há um mês e meio.

2 comments:

9 de julho de 2008 10:28 Adao Braga disse...

Uma ideia simples e interessante. As idéias simples, são as mais dificeis de serem concebidas. Esta é mesmo legal Eu gostei.

10 de julho de 2008 16:15 Ricardo Rayol disse...

Mais 100 anos meu amigo

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário