Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Seu Lalo, 01/Julho/2006

Tem bobo pra tudo (republicação)

Tem Bobo prá Tudo
(Manoel Brigadeiro e João Corrêa da Silva)
Quem não sabe
Tocar violão nem pistom,
Toca surdo
Sempre agrada
Porque neste mundo
Tem bobo pra tudo
(São os primeiros versos desta antiga música).

Numa quadra da vida, depois de sair da Escola de Aeronáutica e antes de entrar para a Escola Nacional de Engenharia eu tinha um grande problema existencial que era conseguir grana. Vi um anúncio irrecusável num jornal, talvez no saudoso Jornal do Brasil (o jornal atual não lembra em nada o anterior), e compareci à uma reunião dos canditatos à vaga. Ainda sobre o jornal, naqueles tempos quando alguém estava com o Jornal do Brasil nas mãos logo lhe perguntavam: - Está procurando emprego? Essa era a força do Jornal do Brasil.
O anúncio era para vendedores de quotas de um shopping, o TemTudo, alí em Madureira. Não era um emprego fixo e não se requeria experiencia. Era tudo que eu queria, mais pelo tempo disponível para frequentar a Universidade.
Começaram as palestras para transformar jovens inexperientes em hábeis vendedores. Num dia, o vendedor palestrante dizia:
- Nada melhor que um trabalho noturno. Você combina com o cliente uma visita na casa dele depois do expediente. É a hora em que ele vai relaxar, degustar seu queijo importado, tomar seu uísque. E você vai então fazer um bom negócio e ainda beber um uísque...
Um vendedor antigo que entrou na sala naquele momento pegou toda a conversa e riu gostosamente. O instrutor não perdeu a pose nem gaguejou. Emendou na hora:
- Ele está rindo porque é campeão de uísque!
E os bobos acreditando, por que não? Um campeão de uísque alí na nossa frente atestando a excelencia do negócio!
Já no final do curso o palestrante descontraiu: havia dito à esposa que existem muitas verdades nas letras das músicas e que a letra da música "Tem bobo pra tudo" se adequava muito bem ao tipo de negócio com o qual ele lidava. Foi uma sonora gargalhada! O curso terminou e foi comunicado que o trabalho começaria na segunda-feira. Quem recebesse um telegrama não precisava ir porque não tinha sido aprovado. Como aprovado se não houve testes? Outra mentira!
Depois de dois ou três negócios devolvi todo o material de vendas e fui tratar de outra vida porque percebi que tem bobo pra tudo tanto para comprar como para vender.
Nem sempre a gente sabe avaliar as situações. Ainda erro muito e vejo muito os erros dos outros. É bem melhor aprender nos erros dos outros. Não aproveitar-se do erro alheio para explorá-lo, mas para o nosso aperfeiçoamente. Mas há muito gente que não cansa de aplicar o "tem bobo pra tudo". O Lula, por exemplo, há muito sabe que TEM BOBO PRA TUDO.

1 comments:

14 de junho de 2008 13:09 Lerdo em Surtar disse...

Talvez o presidente Lula esteja mesmo construindo uma "definição definitiva" do que seria um presidente de causar arrepios a qualquer Maquiavel.
......
- Não sabe tocar violão nem pistom,
nem vai topar o conselho para tocar surdo... porque sempre agrada nos conformes do título do teu post. Precisará ele de diploma de maestro? Claro que não, pois o que ele recebeu (quando tomou posse do cargo) já o tornou uma wikipediamorfose musical ambulante!

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário