Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Entrando em parafuso

Não sou muito de pedir desculpas quando não consigo cumprir meus compromissos de "blogueiro", ou seja, visitar os amigos, responder aos comentários, etc, etc, mas é que estou literalmente entrando em parafuso. Talvez seja pela minha falta de método, meu time não sabe quando atacar, como se defender, estou perdendo o jogo e o tempo se esvai. Desde ontem tento compor um pedido de vinhos mas sempre alguma coisa me atrapalha, inclusive escrever este post.

Pelo que vou escrever a seguir, se alguns dos meus antigos camaradas (não são os tavárish russos) chegarem aqui, e por certo farei com que cheguem, eles irão me censurar acerbamente dizendo, na nossa gíria bequeana, que estou dando GP. Como estes termos não constam em dicionário nenhum vamos a uma pequena tradução.
Bequeano(a) era qualquer coisa relativa a BQ, sigla de Barbacena Quartel, ou quartel em Barbacena. Se eu estiver errado alguém me corrija. GP seria "golpe de publicidade" ou "golpe de popularidade". A sigla surgia quando o aluno da EPCAr contava suas performances escolares para civis ou mesmo quando se "mostrava" diante dos colegas. Agora se diz: ele está "se achando".

Mas nada me demove, já falei em parafuso e uma coisa puxa outra. Quero falar agora dos meus reais parafusos, que seja GP, eu assumo.

Primeiro vinha o estol - cabrava-se o avião (vem do francês cabrer e significa elevar o nariz do aparelho acima da linha de vôo), retirava-se a mistura combustível-ar esperando a perda de forças do motor. Quando o avião começava a tremer levava-se rapidamente o manche a frente embicando o nariz e fazendo-se pé e mão contrários. O avião começou a girar em mergulho, já estamos em parafuso.
Pé direito e mão levando o manche à esquerda o avião gira à direita. Para sair do parafuso basta igualar os pedais; o avião para de girar. Depois é ir puxando o manche lentamente para estabilizar o aparelho.

Meus queridos amigos, eu estou assim, tentando equalizar meus pedais, para deixar minha vida fora da gira louca, querendo sair desse pique sem fim, almejando ver o sol brilhando num horizonte promissor. Acho que não demora.

6 comments:

3 de junho de 2008 18:55 Rafael disse...

olá luiz, vi você no site blogblogs, onde me adicionou como amigo.
vim deixar um comentario de agradecimento e li alguns posts seus.
um blog mto inteligente e sarcastico xD

espero q tenha gostado do meu e deixe um comentário lá tbm

Abraços.

3 de junho de 2008 18:55 rafael disse...

esqeci do meu blog hehe


http://www.cascatafm.zip.net

3 de junho de 2008 20:27 Lerdo em Surtar disse...

Pelo visto, procuras uma boa pista com as devidas ranhuras necessárias à frenagem... para o caso de resolveres pousar.
.....
.....
Mas... quem conhece a direção e sabe mudar o curso, não perde para o piloto automático.
.....
Fonte: Manual da Tripulação

3 de junho de 2008 22:48 abb disse...

Nestas situações, se alguém gritar:
- Ejetar!
E você perguntar
- O que?

Vais estar falando sozinho!

4 de junho de 2008 18:02 Ricardo Rayol disse...

olha sei como é isso, eu adotei a seguinte prática, leio o que dá, se não gostam e reclamam não posso fazer nada, sou humano e tenho vida fora dos blogs.

5 de junho de 2008 16:29 Tânia disse...

Muitas vezes, a vida nos reserva pistas pequenas para grandes pousos, mas é aí que provamos nosso potencial. Se não der para aterrisar na primeira, tente novamente, pois a vida é feita de experiências.Forte abraço.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário