Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

De músico, poeta e louco...


Não sou Zeca Pagodinho mas deixo a vida me levar. Na verdade esse foi o mote que me surgiu para desenvolver minha idéia de navegação na internet. Deixo as ondas me levarem. Mas assinalo cada rota, cada farol, cada rochedo, cada porto seguro. Assim não me perco e posso retornar às ilhas que me encantaram.

Hoje, em um daqueles flashes eleitorais no rádio, estava ouvindo o candidato à prefeitura do Rio, Paulo Ramos (PDT-RJ), dizer que a mídia estava tratando certos candidatos como faz com a pasta de dentes, com a companhia de seguros, com produtos de beleza, etc. Eles são tratados como produtos comerciais. Um é o queridinho do Lula, outro é o preferido do governador, outro é o xodó do prefeito, não exatamente essas palavras - eu também tenho o direito de carregar nas minhas tintas.

Paulo Ramos teria meu voto no Rio, mas sou de Nilópolis. Acho que ele é o melhor, conhece a cidade, não é pato novo. Dos candidatos cotados nas "pesquisas" (tenho horror a pesquisas), um é da Igreja Universal, não serve ao Senhor, serve ao pastor e ao novo partido da igreja, a igreja na política. É quase o apocalipse. É um damagogo pronto e acabado.

Há uma moça tremendamente oportunista, gosta de se identificar com o governante da vez. Agora é o Lula, já foi o Moreira, já foi o Sir Ney. É interessante a origem desse nome. O avô do ex-presidente trabalhou na propriedade de um inglês, um certo Sir Ney, e seu pai já era o Sarney. Em 1965 ele adotou legalmente o nome que já utilizava para fins eleitorais.

Um outro candidato, o protegido do governador, tem experiência como secretário mas é pato novo, não deve mergulhar fundo. O mesmo vale para a moça candidata do atual prefeito.

E procurando o site do Paulo Ramos candidato achei a página do Paulo Ramos do Blog dos Quadrinhos. Apreciei cada desenho do 1o Salão Nacional de Humor sobre Doação de Órgãos.

O desenho é uma metalinguagem. Às vezes prescinde do texto mas traduz diversos sentimentos em toda plenitude. Vejam quanta poesia, quanto significado e apelo há em cada desenho abaixo.

2o lugar charge "Lápides" - Rodrigo Accioly / Rio de Janeiro (RJ)

3o lugar cartum "Salve-me" - Hector Salas / Salvador (BA)


Menção honrosa cartum "Anjo chutando" - Verde / São Paulo (SP)


Finalmente cheguei noutro assunto e noutro blog, o Blog Orlandeli. Vejam no desenho De olho no candidato o detalhe do caixa 2 e do rabo preso. É genial.


E por que eu dei a este post o titulo "De músico, poeta e louco, todos nós temos um pouco"? Nem sei mais, talvez eu seja apenas louco. Poderia, porém, acrescentar - temos a capacidade de nos emocionarmos diante de um belo desenho ou de nos indignarmos diante de tanto político inescrupuloso, enganador e canalha.

2 comments:

25 de agosto de 2008 19:52 Adao Braga disse...

estou indo visitar os indicados. As imagens que você colocou ai no texto me atraíram.

Quanto aos candidatos dai, não conheço nenhum, entretanto, parece-nos, que tanto ai, quanto aqui, temos dificuldades semelhantes.

25 de agosto de 2008 21:28 Juliana Dacoregio disse...

As charges sobre doação de órgãos são ótimas! Bem humoradas e nos fazem pensar.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário