Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

São Paulo não pode parar

Em fevereiro deste ano produzi um post que faço questão de repetir. E o repetirei quantas vezes achar necessário porque os absurdos também se repetem.

Em 1985 estive em São Paulo e fiz uma pesquisa fajuta com apenas uma consulta, e logo com um trocador de ônibus que é um cidadão que não deve ter hora para dormir e nem para acordar, vive para o trabalho. Não sei porque, achei que todo paulista é alienado, vive da casa para o trabalho e vice-versa e não sabe para que lado gira o planeta.

Perguntei ao cidadão: - Como estão as eleições aqui em São Paulo? Em quem você vai votar?
Ele respondeu: - Tem um candidato muito bom aí. É o Jânio Quadros.
Eu quase chorei. Jânio Quadros ganhou a eleição e eu fiquei achando que todo paulista era trocador de ônibus.

Nessa eleição, FHC, que ainda não era FHC, pagou um grande mico - fez-se fotografar sentado na cadeira de prefeito fiando-se nas pesquisas que o davam como favorito. Jânio ganhou e contratou uma firma para dedetizar a cadeira.

E a título de que estou me referindo a esse episódio?
A última pesquisa do Ibope divulgada nesta sexta (15) dá Marta Suplicy (PT) com 41% das intenções de voto. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 26%. O probo Paulo Maluf (PP), que até já teve os pulsos adornados pelo bibelô vulgarmente conhecido como algemas, está com 9%. Sua ficha é mais suja que pau de galinheiro e a Marta, se não tem a mesma cara de pau do Maluf para usufruir das delícias dos paraísos fiscais, tem deslizes administrativos a lhe sujar os dedinhos.

Eles que são paulistas que se entendam. São Paulo não pode parar, nem para tirar a limpo seus corruptos. E se a Marta ganhar? Ora, relaxa e goza!

5 comments:

16 de agosto de 2008 09:38 Lerdo em Surtar disse...

Parece que agora ficou comprovada a facilidade com que um mote de campanha emplaca melhor quando explora a visão sexual do mundo e da vida. Agora, é só relaxar e gozar de todos por lá. O próximo passo é espalhar a proposta "de governo" do tipo "transformar a cidade em um canteiro de obras". Massificar essas duas idéias: não tem preço.

16 de agosto de 2008 12:57 mara* disse...

parece que o rio de janeiro está no caminho certo...morro de inveja!

beijos bispianos universalescos

17 de agosto de 2008 14:54 Alexandre disse...

É incrivel como as opções são poucas e de péssima qualidade.
E isso parece que é em todo o Brasil .
Renovação !!! Pelo amor de Deus .

18 de agosto de 2008 09:40 Luiz Lailo disse...

Realmente não há ninguém que preste em lugar algum. Sou a favor da renovação. Fora com as raposas velhas. Mas os candidatos de São Paulo são imbatíveis em questão de ficha suja. O mesmo não acontece no Rio com o pastor da Universal e com Jandira Feghali, que são apenas oportunistas.

18 de agosto de 2008 11:00 mara* disse...

por ser o sucessor de edir macedo e tentar conseguir uma alteração na lei de incentivo a cultura que passará a entender como C-U-L-T-U-R-A e portanto, destinar dinheiro da lei da cultura para igrejas e eventos religiosos, entenda eventos religiosos da igreja universal e correlatas é ter ficha encardida. sou a favor do voto facultativo.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário