Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Al Jarreau, sem trauma...

Foi num fórum ou num e-mail? Não me lembro. Tratava-se das reclamações de um internauta sobre a circulação de várias mensagens em sua caixa postal; e o estressado cidadão estava pelas tampas com as músicas que lhe enviavam em áudio e vídeo. Ele sabia muito bem do que gostava e estava dispensando esse tipo de mensagem. E acrescentava alguns adjetivos não publicáveis. Eu, pelo menos, não publico.

Ora vejam só, gosto de visitar blogs e sites de áudio ou vídeo. Logicamente passo batido pelos artistas que não fazem meu gênero. Mas o melhor é quando conhecemos alguém como a polonesa Anna Maria Jopek, que me foi apresentada pela Tamara. Neste exato momento acabei de assistir a uma apresentação do Zé Rodrix, no blog da Requeri.
Mas foi num e-mail de um amigo que fiquei conhecendo a inigualável Carmen Monarcha.

Não sei como conheci Al Jarreau mas, sem o saber, comprei seu primeiro disco, We Got By, lançado em 1975. Depois comprei mais 12 ou 13.
Al Jarreau completará 68 anos agora em março. A alegria é a mesma, a voz nem tanto. Já tem que economizar nos agudos e nos falsetes. Há jogadores de futebol que abandonam a bola antes que a bola os abandone. Assim, tive muita pena quando Billy Eckstine veio ao Brasil, já usando óculos. E ainda gravou alguns hits nacionais... Ele foi meu primeiro grande ídolo, quando eu tinha 14 anos.
O penúltimo trabalho de Jarreau foi em 2004, Accentuate the Positive. Há certos artistas que têm um poder de interpretação tal que as pessoas dizem que determinadas canções nunca foram gravadas por outros cantores. Como disse minha amiga Tamara, eles se apropriam das obras alheias. É o caso de Al Jarreau nas faixas The Nearness of You e My Foolish Heart. É um novo fraseado, um novo ritmo, uma nova emoção. Fiquei viciado nesse álbum.
Em 2006 veio Givin'It Up, com George Benson, outro cantor, mas, principalmente, um genial guitarrista. A mágica de George Benson era cantar em uníssono com a guitarra, um efeito surpreendente. Não me liguei muito neste álbum. Há muita recompilação.

E eis aqui o Jarreau num "ao vivo" de 1976, aos 36 anos, com toda a energia que o fez arrebatar os grandes palcos, com as variações de voz do falsete aos graves profundos, com seu cacoete preferido interpretando jazz - a imitação do som do baixo e o consequente gestual, como se tocasse nas cordas do instrumento.
Vamos ouvir Jarreau, sem traumas, ô da poltrona...

Infelizmente não sei o nome da música. Fiz pesquisas no Google com as palavras que meu pobre inglês conseguiu captar na letra da música mas não obtive resultados. Tentarei contactar a Zuziki, que fez o upload do video. O pessoal que faz upload geralmente se lixa para dar os créditos da obra. É lamentável. Vou gritar daqui e torcer para que a Zuziki me ouça.



AL Jarreau Live 1976
Colocado por Zuziki

5 comments:

5 de janeiro de 2008 21:53 Ricardo Rayol disse...

Não tenho essa dedicação para os grupos que gosto. Passa no Agora é rock que lá eles tem coletaneas de bandas de rock do mundo inteiro e de todas as épocas.

6 de janeiro de 2008 13:41 Luiz Lailo disse...

Já assinei o Agora é rock. Mas(aviso) do Rush tenho praticamente todas que lá estão (em vinil - sou da idade do vinil lascado).
Ainda tenho Pink Floyd, Yes, Genesis, Alan Parsons, Focus, etc.

E como chumbo trocado não doi, dê uma olhada em Speaker Mix, que também está no meu agregador.

8 de janeiro de 2008 10:23 Olívia Carromeu disse...

Música é sempre música, ainda mais se for de bom gosto, como o nosso velho e bom rock and roll.

8 de janeiro de 2008 14:33 Mara* disse...

oferenda musical maravilhosa! al jarreau sempre elegante, suave e o vídeo de excelente qualidade.

beijão

17 de março de 2008 22:24 Belcrivelli disse...

Ainda não o conhecia.
Gostei muito!
Vou indicá-lo para uns amigos.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário