Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Internet Explorer 7 Pro 2.0

Assinei o feed de Le Site du ZérO. Qui appelle-t-on "les Zéros"? : c'est vous, les visiteurs de ce site. Nous vous donnons ce surnom amical car tous nos cours partent de "Zéro". Muy amigo, muy amigo! Só faltam te chamar de Zerrô à esquerrdá. Estou voltando de lá com a informação de que foi liberado no início de janeiro o IE7 Pro 2.0 que fornece algum gás ao browser da Microsoft. De imediato peguei o IE7 Pro User Guide, de onde pode ser baixado o programa.
Um site que visitei ontem dava 5 motivos para se usar o Firefox, entre esses motivos a ausência de "crashes". Felizmente, ontem e hoje, até agora, meu IE7 não caiu. Mas minha média de crashes é de dois a três por dia. E tudo fica perdido. O IE7 Pro 2.0 promete, entre outras coisas, recuperar o conteúdo pré-crash.
Ah, sim, prestem atenção às características do computador. Eu baixei a versão para 64 bits.
Uso, às vezes, o Firefox e também o Opera. Este último tem uma versão bem simpática do quick tabs do IE7. Mas estou com o tio Bill e não abro. Sou um sem-vergonha. Eu e o IE7 somos um casal sem-vergonha.

A minha vida é um mar de rosas
Em tua companhia
Brigamos mil vezes ao dia
Mas depois das brigas
Retorna a harmonia
Às vezes ela é dengosa
Às vezes é bicho de peçonha

Sem vergonha
Somos um casal sem-vergonha
Nós brigamos por ciúmes
Costumes, queixumes ou coisas banais
Não quero que ela fume
Ela quer que o perfume
Que eu use, não cheire demais
Brigamos quando sou bravo
Brigamos até quando banco o pamonha

Às vezes ele provoca
E às vezes sou eu o provocador
Quando fazemos as pazes
Nós somos os ases na arte do amor
Mesmo brigando esperamos
Por muitas visitas da Dona Cegonha.

Os lyrics acima são cantados pelo Zeca Pagodinho que, graças ao seu carisma, fica como autor da obra. Simplesmente não são dados os créditos a Arlindo Cruz, que fixa no papel os instantâneos do quotidiano do povão. Não sei qual a participação de cada um na feitura da música. Arlindo Cruz possui, tranquilamente, mais de 100 títulos. Quem é que não sabe cantar os versos abaixo?

Só pra contrariar
Eu não fui mais na favela
Só pra contrariar
Não desfilei na Portela
Só pra contrariar
Pus a cara na janela
Só pra contrariar
Eu não fiz amor com ela

Comecei falando de software, já estou na arte de Arlindo Cruz. Luiz Lailo, quem diria, acabou no Irajá. Agora é teatro: Greta Garbo, Quem Diria, Acabou no Irajá.

O blog hoje é um balaio de gatos. O carnaval está próximo; cada link aqui é um Bloco do vai quem quer. Em paralelo ouço a Rádio CBN e já marquei os títulos de mais dois posts: "O Ego e o Alter Ego" e "Doença contagiosa". Será que vai dar samba?

2 comments:

16 de janeiro de 2008 12:35 Ricardo Rayol disse...

Só posso dizer que abortei o uso do IE depois de ficar de saco cheio de tanto crash.

17 de fevereiro de 2008 00:38 Roberto disse...

Que isso.O internet explorer sempre foi o melhor de todos os browsers, pelo menos os que já testei: netscape (há muitos anos), firefox e opera. Não tem comparação. O IE7 então, humilha. Todos os prblemas que eu vejo relatados nunca aconteceram comigo, com minha mulher e com os meus amigos que curtem tecnologia. Esse negócio de crash mesmo, o que é isso? A página simplesmente fechar, do nada? Nunca tinha nem ouvido falar nisso. O que eu sei é que firefox p/cada página que vc tenta abrir, tem que sair instalando 2 ou 3 "plug ins". Acho que a galera usa uns computadores muito fraquinhos, só pode ser.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário