Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Hora de pagar as contas

PMDB cobra cargos prometidos pelo governo

Estadao.com.br
A pretexto de exibir a unidade interna do PMDB, a cúpula do partido deu um recado objetivo ontem ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se o governo quiser ter um aliado na presidência do Senado em 2008, que trate bem o PMDB e entregue os cargos há muito prometidos, entre os quais o de ministro de Minas e Energia. A mensagem, transmitida de maneira sutil e em tom cordial, foi bem entendida. Lula disse que convocará o presidente nacional da sigla, deputado Michel Temer (SP), por volta do dia 10 de janeiro para tratar das "pendências".
O aviso ficou claro nas palavras do novo presidente do Senado, Garibaldi Alves (RN). "Quero colaborar com o governo, mas sou um homem de partido. Acompanharei o PMDB em todas as decisões que o partido tomar", disse a Lula.
Além de Temer e Garibaldi, o senador José Sarney (PMDB-AP) participou do encontro com o presidente na tarde de ontem, no Planalto. Sua presença foi decidida pela cúpula peemedebista para lembrar a Lula que o candidato a ministro de Minas e Energia sairá de seu grupo. Já de volta ao Congresso, Temer relatou que o ministério entrou na conversa, mas não se falou de nomes. Na bancada do Senado, o único cotado é Edison Lobão (MA).

Edison Lobão, para quem não se lembra, é o pianista de triste memória, aquele que tocava no teclado alheio, simulando o voto de um ausente, no caso o deputado Sarney Filho. Lobão apoiou Paulo Maluf a presidente em 85 e em 89 articulou a fracassada candidatura de Silvio Santos. Recebe pensão de R$ 9622,92 como ex-governador do Maranhão.
Quando Jader Barbalho pediu licença da presidência do Senado Edison Lobão o sucedeu interinamente e anunciou que o Conselho de Ética do Senado não investigaria as acusações contra Jader. Essas acusações eram sobre desvio de fundos do Banpará e envolvimento em fraudes na Sudam e na emissão de TDAs.
Eu fico imaginando o que esses cidadãos devem pensar uns dos outros, pois é público e notório que são eméritos trambiqueiros. Jader Barbalho chegou a ser preso algemado pela Polícia Federal. Hoje é grande conselheiro do Presidente Lula. E o Lobão está na bica para ser ministro. Para ser comensal do governo basta ter uma folha corrida bem comprometida. Quanto pior melhor.
E quanto à conta a ser paga? Que ninguém tenha medo pois neste particular o governo é probo. Mesmo tendo perdido a CPMF estão liberando R$ 739 milhões a emendas de parlamentares pela cooptação de votos em matérias de interesse do governo.

4 comments:

20 de dezembro de 2007 13:04 Kriz disse...

Sinceramente: espero que esse país melhore. Percebo a cada dia o retrocesso político, econômico, ético e social que toma conta do mesmo.
Sou da geração década de 80: "Diretas Já". Aos 41 anos, sinto-me um pouco desgastada espiritualmente com tanta "bandalheira" e impunidade.
Acho que já deu pra perceber que isso mexe comigo, né?
Mas enfim, batalhemos e esperemos por dias melhores!
Abraços e parabéns pelo blog!

20 de dezembro de 2007 13:43 Luiz Lailo disse...

Este começo de semana foi devagar pra mim, tirando a noite de terça-feira, quando fui tomar umas cervejas com os amigos.
Se você não escreve ninguém lê. A lei dos feeds manda assim. E se você não lê o castigo é pior. Acumularam-se no Portal G1 mais de 400 posts; no Estadão mais de 600. É claro que zerei tudo, mas tive o cuidado de ler os posts dos meus amigos.
Kriz, já assinei teu feed.
Grande abraço.

20 de dezembro de 2007 19:16 Lerdo em Surtar disse...

O PMDB (Pede-Mama-Depois-Bate = PMDB) é um partido que já se orgulhou de tanta coisa...!

Agora, pode até se orgulhar de ser ainda o maior abrigo para as grandes aspirações - sai aspirando tudo quanto é cargo que sirva aos grandes buscadores de tetas.

Diferencia-se muito do PT, pela sua característica maior, que é a de saber distribuir bem os discursos.

Por causa disso, dribla a opinião pública com o argumento de que contribui com projetos e idéias.

Os "meia-dúzia" que são de fato oposição a Lula, nesse partido, estão respaldados pela história pessoal respectiva em seus Estados. São aqueles que mantêm um fiel e razoável rebanho de eleitores a lhes garantir novos mandatos. Entre esses seus leais fãs estão muitos que, mesmo lulistas, votam aqui e acolá sempre nos mesmos candidatos que mostrem alguma coerência ao fazerem oposição cerrada.

Mas, no geral, a sombra que Lula projeta deve ser mesmo muito cômoda para os "da barganha".

Abraços do Lerdo.

20 de dezembro de 2007 20:36 Ricardo Rayol disse...

Lual vai sair no lucro, conseguiu engabelar o PMDB um ano interinho, um recorde.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário