Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Saindo do buraco (???)

Ano passado Renato Gaúcho conseguiu tirar o Vasco da Gama do buraco da 2a. divisão do Campeonato Brasileiro mas em seguida jogou o time no buraco da Copa Brasil de 2007. Foi demitido. Este ano, como treinador do Fluminense, disputava a Libertadores e perdia todas no Brasileiro. Dizia que, no Brasileiro, o time estava apenas brincando e acabou eliminado da Libertadores e dispensado do tricolor pelas derrotas seguidas. Espera-se que não bote o cruz-maltino para brincar nessa final de campeonato.

Já falei aqui, sou um perna-de-pau dentro das quatro linhas. Certa vez o cara que organizava uma pelada e me chamou para o time dele e me conhecia, falou apenas: - Não precisa jogar, procure atrapalhar o adversário!
Não sou nenhum Caruso, nenhum Mario Lanza, mas admiro profundamente a arte desses expoentes da arte lírica. Então eu vejo e analiso os lances do futebol, para isso não é necessário que eu seja um craque. 

Na última partida Palmeiras x Vasco eu vi todo o desenho do terceiro gol paulista. Um jogador do Palmeiras entrava com a bola pela esquerda devidamente cercado por defensores do Vasco e bem à frente desse grupo estava o atacante palmeirense que fez o gol. Mas ele não estava impedido porque o cracaço Jorge Luiz recuava junto e lhe dava condições. 
No primeiro gol foi a mesma coisa: dois defensores ao lado do atacante dando-lhe condição de jogo. Não estão vendo que não há mais ninguém ali? Dá um passo à frente e deixa o fulano sozinho. Deixa quem não está com a bola avançar à vontade. No máximo ficará impedido. Cambada de burros!

Sobre o que o juiz não viu, precisa falar? Um empurrão pelas costas no zagueiro do Vasco dado pelo palmeirense que cruzou a bola para o segundo gol, um pênalti reclamado a favor do Palmeiras e outro a favor do Vasco. Ele não viu nada. Parece até um certo político que todos conhecem, tão senhor do que faz.

Renato, treine em primeiro lugar esses jogadores ingênuos a fazerem a linha do impedimento. Nada de botar dúvida na cabeça dos bandeirinhas, porque na dúvida eles darão contra o Vasco. Em segundo lugar alguém deve saber escolher as chuteiras adequadas. Nesse jogo, pelo menos em escorregões, um deles no segundo gol, o Vasco ganhou de 4 X 1.

3 comments:

19 de setembro de 2008 23:21 Sonia Regly disse...

Lailo,
Têm post novo lá no Compartilhando as Letras, passe por lá é sempre uma honra!!!!!

20 de setembro de 2008 09:02 Adao Braga disse...

Tomara que Lula não visite o Vasco, e ou, que ninguém do Vasco visite o Lula. A situação já está ruim, imagine com tais ações.

O Milton Neves também não!

20 de setembro de 2008 09:04 Lerdo em Surtar disse...

Sobre essa sua comparação, quando disse: "não sou nenhum Caruso, nenhum Mario Lanza, mas admiro profundamente a arte desses expoentes da arte lírica". É mesmo um dom, esse de "olhar os líricos dos campos". E, já que futebol é algo que "pinta" em uma grande tela verde de grama, tem lance que é um quadro representando uma sinfonia inacabada e maestro com a batuta sem mira. Da platéia (meu sofá na hora dos jogos televisados) é assim mesmo que vejo, e fica emocionante para mim.
........
Fonte: O Futebol Visto Como Valsa (autor: Vidigal Uchoa Renamanca)

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário