Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Eu queria aprender Assembler

Seu Lalo é um lugar de recordações; narra fatos que aconteceram, se bem que, por vezes, levem o verniz diáfano da fantasia, nestes casos para colorir, nunca para dar tons de tragédia. Verdadeiramente não tenho inimigos. Há, sim, pessoas que considero desinteressantes e com quem julgo não valer a pena perder tempo, como sei também que muitos não me julgam digno de uma troca de palavras. Essa é a química da amizade ou da inimizade.
Sempre achei que os opostos se atraem. Quem é calmo procura um amigo agitado. Duro com duro não faz bom muro.
Nos meus primeiros dias de Escola de Aeronáutica, num dia em que me achei mais cabeludo (Bocage dizia: "num dia em que me achei mais pachorrento"), descobri que lá havia uma barbearia e fui cortar o cabelo. Cortei e saí, sem pagar, naturalmente, porque achei que era um serviço da Escola, como era a lavanderia. Não me lembro nunca de ter pago pelo meu rol de roupas. Muitos cadetes procuravam os serviços de uma lavadeira. Cheguei a ter essa preferência. Havia um maior capricho no serviço.
Nem bem tinha dado vinte passos fora da barbearia, um "colega" me avisa: "Aquela porra (o corte de cabelo) é paga." Só faltou completar: ",seu filho da puta!"
Dizia o Kiko para o Chaves, o da televisão: "Você não vai com a minha cara?" Pois é, acho que o cadete não ia com a minha cara!
Se você já me fez um carinho sempre vou ter os melhores pensamentos para você. Mas não tema, se você me considerava um cara "babaca", na sua ótica você devia ter razão, eu compreendo. Talvez eu pensasse o mesmo de você. Não estou desabafando nem pensando em ninguém em particular. Ainda o Chaves, o da televisão,"me escapuliu!"

Comecei a escrever este artigo escolhendo um título: Queria aprender Assembler. E até aqui falei de outros assuntos. Talvez haja correlação pois em tudo sempre existe uma falha de avaliação.
Assembler, para quem não é do ramo, é uma linguagem de programação de baixo nível. Lida com mneumônicos e com numeração binária e hexadecimal, uma pedreira. Os programadores em Assembler são chamados de escovadores de bits. E mais não posso falar sob risco de incorrer em um tratado de informática.
E eu queria aprender Assembler. Havia um curso de Assembler no Canal, que era a preparação para os novos analistas de sistemas da Petrobrás.
Pedi ao meu chefe para assistir às aulas como ouvinte. Ele ficou de consultar o chefe da Divisão, se era esse o nome. Passaram-se duas semanas e nada. Voltei à carga: - "E o curso de Assembler?" Ele não tinha tido tempo de falar com o superior ou se esquecera ou não me levara a sério. O certo é que me perguntou: "Para que você quer aprender Assembler?" Nunca mais toquei no assunto.

Com menos de dois meses o chefe "adentrou" a sala, visìvelmente ansioso, com um serviço nas mãos e perguntou: - "Alguém aqui sabe Assembler?"
E eu queria aprender Assembler.

1 comments:

17 de abril de 2007 19:08 tenista disse...

Por que nao aprende?

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário