Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

Quais são suas fobias?

Noutro dia uma jovem desceu do passeio porque um cachorro latia à sua frente. Eu lhe disse:
- Pode passar sossegada, o cão é manso, só é meio desmantelado.
Ao que ela respondeu:
- Não, moço, eu tenho medo, tenho muito medo.
E estava quase a atravessar a rua. São fobias, que eu respeito.
Se me disserem "senta que o leão é manso", eu sentarei e sou até capaz de esbofetear a animália.

Conheço uma senhora que não entra num ambiente em que estiver um gato, de jeito nenhum. Se o bichano não for retirado ela não entra. Há algum tempo ela foi nas Lojas Americanas. Na seção de laticínios deu de cara com um gato. Que diabos estaria fazendo um gato nas Lojas Americanas na seção de laticínios? Deveria ser o mascote do gerente. Pois bem, ela saiu derrubando prateleiras, atropelando e jogando produtos no chão, tudo por pavor do gato. Quando se acalmou pediu desculpas ao gerente pelos prejuízos e explicou seus motivos.
Ela me contou que se estiver vendo televisão e aparecer um gato na telinha ela abaixa a cabeça. Incrível, mas perfeitamente compreensível. Quem já foi mordido de cobra tem medo quando vê linguiça.

Eu vou contar, entro aí nuns blogs e vejo o close dos olhos da blogueira me fuzilando ali na foto do cabeçalho. Fico encabulado; sou tímido. Baixo os olhos e procedo mais que depressa à leitura dos posts. Já pensei até em fazer um comentário a respeito mas temo ser mal interpretado. Nunca se deve aparentar uma intimidade que não nos foi dada. Proceder assim é quase como cometer falsidade ideológica. Mas isso não me impede de fazer a presente homenagem às amigas blogueiras. Umas até me espreitam ali da side bar.

E à propósito, quais são suas fobias?

5 comments:

1 de maio de 2008 17:15 Lerdo em Surtar disse...

É quando o meu treinamento quase não me impede de surtar, ao trazer na imaginação aqueles olhos até mesmo para este blog aqui do Luiz Lailo. São olhos que me acompanham, como uma propaganda subliminar bem sucedida. É claro que isso não é uma fobia, mas, ao contrário, é uma fixação que não prejudica (no seu caso, amigo Luiz, é apenas o fenômeno da boa educação com as mulheres).

1 de maio de 2008 17:42 Adao Braga disse...

Quando menino, isso faz tempo, assisti, em preto e branco, ao filme: "O destino do Poseidon". Desde então, o meu pavor é casco de navio.

Infundado, sei disso, mas, não gosto de filmes em que se apresenta o fundo do mar os cascos do navio.

Em Piratas do Caribe I, quando os piratas passam por baixo do navio, arrepiei.

No terceiro, quando balançam o navio e ele vira e roda para a outra dimensão, arrepiei de novo.

Ainda bem que vivemos no Nordeste, mas, terei enormes dificuldades quando isto aqui virar mar!

1 de maio de 2008 20:20 Ricardo Rayol disse...

eu tenho pavor de altura, mas fora isso acho que mais nada, já passei por cada roubada que ajudaram a endurecer o espírito eu acho.

1 de maio de 2008 21:06 Luiz Lailo disse...

Há precisamente 2 anos eu escrevia no blog Seu Lalo um post sobre Medo de altura. Podem conferir no link. O post é pequeno.

4 de maio de 2008 23:07 Belcrivelli disse...

Eu não me sinto segura andando na rua de noite desde que fui assaltada à mão armada por dois homens que ainda ficaram discutindo se iam se aproveitar de mim ou não. Como era 6:00 da manhã e eu estava indo trabalhar, um deles se apiedou de mim e convenceu o outro a me liberar. Depois disso, prefiro andar na rua de dia.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário