Lugar_RSI

AvatarLugar do Real, do Simbólico e do Imaginário
Aqui não se fala dos conceitos de Lacan e a palavra lugar deve ser pensada em sua definição matemática

De comportamentos pueris e de irresponsabilidades paternas

A menina L., de 15 anos, que ficou numa cela com 20 homens em Abaetetuba, na região Nordeste do Pará, será transferida do estado, juntamente com o pai biológico, Aloísio da Silva Prestes, para uma cidade do País cujo nome não será revelado, por medida de segurança. A transferência será bancada pelo Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM), órgão criado em 2003 pelo governo federal.

Volto já a este assunto. Antes quero fazer considerações sobre um tipo de comportamento que considero infantil. Diriam seus autores que é apenas uma argumentação válida. Quando alguém comete um mal feito e não é cobrado devidamente pela justiça ou pela imprensa costuma-se dizer: se fosse com o cicrano não teriam piedade. Isso, mais do que evidenciar a culpa do fulano, quer sacramentar a santidade do cicrano e acaba descambando para uma coisa chamada paranóia. Segundo o Houaiss, a paranóia engloba sobretudo as formas crônicas de delírios de relação, ciúmes e perseguição e a chamada esquizofrenia paranóide. Seria mais uma mania de ser perseguido, essa é a minha percepção. Vejam o caso dessa recente confusão da troca de ingressos do jogo Flamengo x Atlético PR por latinhas de Neston (ou coisa que o valha). Já se procuram os culpados pelo imbróglio, o Flamengo ou a Nestlé. Dizem os anjinhos perseguidos: "se fosse no Vasco o Eurico seria o culpado"... E para qualquer escândalo de qualquer time ou entidade desportiva que não é devidamente explorado pela imprensa eles retornam: "Se fosse no Vasco o culpado seria o Eurico"... Chega a ser ridículo. Parece coisa de criança.
Na política não é diferente. Cobra-se tratamento igual para todas as falcatruas, para todos os malfeitos.

Voltando à menina do Pará, ela ficou presa quase um mês, foi isso mesmo? E onde estavam seus pais? Não a procuraram no cemitério, na igreja, em casa de parentes, na delegacia, onde quer que fosse? Ou não teriam responsabilidade por ela?
A própria governadora, Ana Júlia Carepa, do PT, admitiu que já houve outros casos de mulheres presas junto com homens no Pará. É aí que as vozes ensandecidas dizem: e se fosse no governo do PSDB?
Chego à conclusão de que neste país não se procuram as soluções para o que há de errado.Creio que as tentativas são apenas para igualar os erros e assim subirem todos aos céus das iniquidades. O PT agora mesmo está se deliciando com o mensalão mineiro, esse do Eduardo Azeredo (PSDB - MG). Berzoini diz que denúncia contra Azeredo desautoriza PSDB a ser "paladino da ética". Vivemos numa "ilha da fantasia".

2 comments:

24 de novembro de 2007 12:32 Ricardo Rayol disse...

Paladino de que ética? eles não tem a menor idéia do que seja, e se essa senhora governadora não for impedida o Pará vai virar uma zona...

24 de novembro de 2007 15:20 Luiz Lailo disse...

No Pará, a governadora Ana Júlia Carepa (PT) nomeou o ex-marido Marcílio Monteiro para a Secretaria Extraordinária de Projetos Estratégicos e o ex-cunhado Maurílio Monteiro para a Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia. O irmão José Otávio Carepa é subsecretário de Esportes.
É uma senhora de muitos ex-maridos. A felicidade acima de tudo. Até acima da política.

Postar um comentário

Qualquer mensagem não relacionada à postagem deverá ser colocada no Quadro de Recados e, de preferência, não contendo SPAM.
Anônimo, faça a gentileza de deixar seu nome ao final do comentário